No Mercado, MENOS pode ser MAIS!

No Mercado, MENOS pode ser MAIS!

Olá, Trader!

Para este Artigo quero trazer um ponto interessante de reflexão que me tomou os pensamentos no Mercado por anos até que pudesse encontrar a melhor estratégia que se adequasse ao meu perfil operacional e à minha rotina. Até que finalmente pudesse encontrar um método capaz de me fazer ganhar dinheiro de forma consistente.

Assim como a maioria dos iniciantes, logo no começo, fui tomado pela adrenalina. O que eu queria mesmo era operar, dar ordens. O dinheiro poderia ser consequência das boas operações realizadas. O problema é que quanto mais presente no Mercado, maiores eram os riscos e as chances de erro, sem falar no estresse emocional. Era um ganha e perde danado que no final do dia, da semana, do mês, da madrugada…eu estava super cansado e com apenas alguns trocados a mais ou a menos na conta.

Ao olhar para os gráficos e analisar as minhas operações, percebia que havia comprado e vendido dezenas de vezes, mas que na verdade, durante um determinado período de tempo, por exemplo, duas semanas, o Mercado havia se movimentado somente para um dos lados. Eis que sempre surgia a pergunta: será que não era melhor ter comprado e vendido apenas uma vez e não ter feito mais nada?

Esta pergunta martelou por anos na minha cabeça, até que eu conseguisse aos poucos perceber a dinâmica dos preços, desenvolver minha estratégia e controlar o meu emocional, principalmente a minha ansiedade. O “MENOS pode ser MAIS” começou a fazer todo o sentido e a trazer resultados.

Pois bem, foi aí que caindo na realidade e me descobrindo como Trader, ajustei todo o meu Sistema de Negociação para o longo prazo, analisando os gráficos maiores (diário e semanal), onde as zonas de suporte e resistência são mais fáceis de serem identificadas, além de serem mais respeitadas. Aonde os candles de reversão são mais fidedignos, como por exemplo os “pinbars” e aonde a movimentação pode se tornar mais fácil de ser identificada através de um movimento que pode se tornar mais previsível, com movimentações mais brandas e direcionais.

Quer um exemplo? Vamos analisar o que aconteceu no par EURUSD nos últimos dias. Pegando o gráfico diário, os preços simplesmente caíram da resistência de 1.1950 e foram até o suporte em 1.1725. No longo prazo só aconteceu isso. Não tivemos subidas, descidas, acumulações, falsos rompimentos etc. Foi uma queda simples, de um nível até o outro, de uma resistência até um suporte.

Agora, vamos dar uma olhada no gráfico de m15, com um zoom afastado para pegarmos o mesmo período. Apesar de estar nítida uma tendência de queda no curto prazo, observe a quantidade infinitamente maior de suporte e resistências, de topos e fundos e de falsos rompimentos que tivemos. Tudo isto pode facilmente te induzir ao erro, podendo fazê-lo operar na mão contrária do Mercado. Quanto menos ruídos pudermos trazer para os nossos gráficos, maiores poderão ser as chances de acerto.

E o pior de tudo, para concluir o título deste Artigo. Além de todo o cansaço e esforço de se operar no curto prazo, provavelmente você poderá pegar menos pips do que se aproveitar os movimentos maiores. Ou seja, você poderá trabalhar mais para ganhar menos, pois os movimentos poderão ser menores e as dúvidas poderão ser maiores, assim como as probabilidades de erros e stops. Você poderá estar mais exposto ao risco.

Pense nisso, será que para o seu caso também não seja a hora de praticar o “MENOS É MAIS?”. Abraços e boa semana!

Deixe uma resposta

Demos

Color Skin

Header Style

Nav Mode

Layout

Wide
Boxed

Nav Mode